terça-feira, 21 de abril de 2009

Silencio

O pedaço mais doce e delicioso do fruto
O enchimento dos pulmões ao inspirar o perfume do desejo
Pensamentos mutantes
Focando um único ser
A canção que se quer ouvir
Jamais seria um silêncio incompreendido
Não há quem deseje um romance
Sem a outra metade a vista
Viajar para o fantástico até te encontrar
Encontro a mim
E aprendo a ouvir a voz do desejo
Estou te vendo, você pode me ver?
Silencio

4 comentários:

Wellington Pereira disse...

muito lindo! o silencio as vezes é mais intenso que todas palavras por que nele esta o verdadeiro amor...

Ana Valeska disse...

Que lindo Eulandia!
Você sabe fazer poesia, porque sente.
Bj.

Florêncio E. disse...

Linda é você Ana, mas de um jeito ou outro todo mundo não sente? Até comentei contigo que me assustei quando senti a escrita tão viva quando eu escrevia o que sentia. Estou tentando desabrochar para a escrita e está sendo prazeroso demais para mim.

Beijo.

Ana Valeska disse...

E você está conseguindo!
Ontem levei o livro "todos os fogos os fogo", do Cortázar pra ti. As meninas me disseram que vc faltou, mas ele agora está no carro. Então na segunda ou na terça te entrego. Bj.