quinta-feira, 29 de abril de 2010

Rosa



Vi-te rosa
Tu cruzastes o meu caminho
Ao te olhar não fui sozinho
Tu soltaste o teu perfume
Te segui me apaixonei
Vi-te rosa
Só não tive a prosa que ensaiei
Lado a lado, você beijou um passarinho
Que desde então acha que é rei
Vi-te rosa
Tua voz é tão gostosa
Que em meu peito não escondo
Um lugar que já és teu
Vi-te rosa
Bem te quero todo dia
Ver estrelas em noite fria
Te aquecer com a minha asinha
Dar amor, viver, viver
Vi-te rosa
Meu coração hoje palpita
Fiz de novo poesia
Com amor só pra você.

Imagem: Alexandre Carapeto

4 comentários:

Ana Valeska Maia disse...

Que lindo!!!

Anônimo disse...

Uma Flor falando de uma Rosa..
tão especial quanto.


;*

Karlo Almeida disse...

Muito bom Eulandia
as suas poesias me lembram um pouco as de Vinicius, tipo, pelo jeito de usar uma linguagem bem simples, mas que expressam um grande sentimento.

Beijoooo
até mais ;D

Flor de Lys disse...

Que poema gracioso...
A simplicidade que embala o ser.
Adorei!