sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

A ópera dos ponteiros


No quarto a música ainda toca
Os ponteiros do relógio se apressaram
Esta noite a vida não se atrasou conversando com a memória
Só por hoje deixei você guardada
Não quis tirar a sua roupa e nem chamei pelo teu nome
Comecei a medicar o pensamento
Pedi uma anestesia geral para amenizar a dor
Aviso! Irei fazer uma cirurgia e a operação vai ser longa

O doutor não me descreveu como será o processo
Mas entreguei meu caso em suas mãos
Talvez ele faça um transplante
Coloque algo mais saudável no lugar afetado
Ou apenas reconstitua a parte adoecida

Durante a operação a música tocou algumas vezes
Com a sua vibração, algumas complicações
O médico experiente logo tratou de mudá-la
Pondo uma mais suave e bonita
Meu pulso foi se estabilizando
Tudo apontava para o sucesso e
Os ponteiros já trabalhavam sem pressa

Não foi necessário o transplante
Enquanto o relógio se apressava a anestesia fazia efeito
Acordei com a surpresa
Sentia outra música
Uma que descreveu toda a cirurgia
E fez-me sentir sã de novo
Pensei... Esse médico é dos bons mesmo!
Voltei pra casa cantando
Havia umas cicatrizes
Não dei muita atenção
Lá a música tocava sem parar
Dizia que todo o sentindo da vida era amar

Percebi um amor insaciável
Esse não tinha cura
Ele percorria minhas veias e queimava o mundo
Mostrava a imensidão da vida
Declarando que o amor que mora em mim
Não pode ser nunca mais inferiozado
Minha prescrição foi: não colocar a felicidade em mãos alheias
Ela estará comigo, sem vícios
Com o devido respeito às limitações
A medicação? Bastante conhecida
Seu nome: amor próprio


Imagem: Vladimir Kush

8 comentários:

Tayla disse...

Bravo!!

B., Antonione disse...

Eu apoio um manifesto pela mudança de transitividade do verbo: "Amar, verbo intransitivo"! :)

Ana Valeska Maia disse...

Adorei Eulândia.
O tempo!
Ensina.
E te faz
Cada vez melhor!
Bj.

Ed Rodrigues disse...

Oi Eulândia.
Lindo poema.
Um grande momento de criação.
Ideias e sentimentos no papel.
Ainda não inventaram nada melhor...

Lá em algum lugar disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Karlo Almeida disse...

Nem preciso flr, vc escreve muito bem. Gosto do sentimeno das suas poesias Eulandia.

Criei um tb rsrs
da uma passada
http://karloalmeida.blogspot.com/

té mais

Karlo Almeida disse...

Oi ;p
te indiquei para o selo no meu blog, dá uma passada lá que eu fiz um post explicando melhor. Até mais

Karlo Almeida disse...

É assim.
uma blogueira me indicou à esse premio, então eu posso indicar até 15 blogs para recebe-lo, como indiquei vc, agora vc tb pode indicar até 15 blogs, e assim sucetivamente, entende?
Ai no post eu descrevi o que os ganhadores temq ue fazer, mas qualquer duvida vc pode mandar sem problemas.
um grande beijo
até mais